AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Alemanha, Bélgica e Canadá na linha de frente da Europa Oriental

O rodízio de caças é um exemplo de países da OTAN "cobrindo" deficiências de outros

Seis Eurofighters Typhoon da Alemanha chegaram no dia 30 de agosto na base aérea de Ämari, na Estônia, onde vai cuidar da defesa do espaço aéreo da Estônia por oito anos. E logo no primeiro dia de trabalho, em 31 de agosto, um par foi lançado para identificar duas aeronaves desconhecidas no espaço aéreo internacional vizinho à Estônia. Eram cargueiros An-26 e Il-76, da Rússia.

Já a base de Šiauliai, na Finlândia, conta agora com quatro F-16 da Força Aérea da Bélgica. E cinco CF-18 do Canadá foram para a base Mihail Kogălniceanuair, na Romênia.

Os deslocamentos fazem parte dos rodízios entre as Forças Aéreas dos países da OTAN para o reforço da defesa do espaço aéreo na Europa Oriental. Esses caças substituíram, respectivamente, contingentes de Mirage 2000-5 da França, F-16 e Eurofighters de Portugal e Espanha, e Eurofighters do Reino Unido.

Só o grupamento britânico realizou a interceptação de 20 aeronaves russas ao longo de cinco meses de operações.

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Pré – Lançamento!

Pré – Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho