AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

F-15 da USAF derrotam F-35 em dofights

Em uma entrevista para o site americano Defense News, o Capt. Brock McGehee, piloto de F-15 do 44th Fighter Squadron na Base Aérea de Kadena em Okinawa, revelou que os F-35 foram derrotados pelos F-15 durante combates simulados. Os dogfihts simulados são utilizados para o treinamento dos pilotos, normalmente simulando combates de aeronaves 1×1 para o treinamento e, no caso dos novíssimos F-35, criação de táticas de combate aéreo com as aeronaves.

O capitão McGehee caracterizou o F-35 como um caça de superioridade aérea “extremamente capaz”. “É um pouco assustador voar como se estivesse no escuro contra um avião invisível que está ao seu redor em algum lugar”, disse ele. “Esses caras são pilotos muito bons, a consciência situacional deles é muito alta e eles fazem um bom trabalho”.

McGehee comparou o F-35 ao seu irmão de quinta geração, o F-22 Raptor. Ambos são aviões stealth, tornando-os muito difíceis de detectar a longas distâncias. Mas em combate próximo, um F-15 vai engajar um F-22 e F-35 de maneira muito diferente, disse ele, apesar de ter se recusado a discutir detalhes que pudessem revelar táticas, técnicas e procedimentos, fornecendo dicas ao adversário sobre a melhor forma de operar qualquer aeronave.

“Um F-22, se você já assistiu à demonstração dele, pode virar do avesso. É ridículo ”, disse ele. “Um F-35, é diferente. Então, isso é apenas uma espécie de manobra básica de manobra para nós sobre o que fazer de diferente”.

Ao ser perguntado especificamente se o F-15 pode abater o F35 em duelos ele esquivou-se: “Quero dizer, às vezes”, disse McGehee, acrescentando que todas as aeronaves perdem em combate aéreo às vezes, e por várias razões.

“Parte disso é a aeronave e parte dela é o homem na aeronave”, continuou ele. “Nós temos pilotos muito talentosos aqui que são capazes de ganhar a ofensiva de muitos outros pilotos. Um piloto que entende muito bem seu avião e é muito habilidoso é bastante letal, não importa qual avião ele esteja voando, então é possível. ”.

É importante lembrar que em 2015 o jornalista David Axe publicou uma análise no site especializado WarisBoring.com comparando o F-35 com o F-16 onde é criticada a falta de potência e manobrabilidade, comparado ao F-16, durante exercícios com alto ângulo de ataque. O F-35 “estava em distinta desvantagem“ durante um dogfight. Também observou que “o pitch rate [taxa de subida ou descida usada em manobras evasivas] eram lentas demais para processar ou negar armas”.

Sobre o autor

Rafael Rinaldi

Jornalista, Técnico em Manutenção de Aeronaves e administrador de empresas. Apaixonado por aviação, fotografia e História.

Comente

Clique aqui para comentar

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho