AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Brasil vai pagar o Gripen depois de receber

Foto: Lasse Hejdenberg / SAAB

A Saab tem um bom motivo para entregar os caças Gripen para a Força Aérea Brasileira no prazo: conforme previsto em contrato, ainda não começamos a pagar pelas aeronaves.

De acordo com reportagem publicada pelo jornal Correio Braziliense, a expectativa é de que o financiamento brasileiro terá as primeiras parcelas pagas quando os aviões começarem a ser efetivamente entregues, em 2021. Não há sequer previsão para pagamento da Saab no orçamento brasileiro de 2020, segundo levantamento da Associação Contas Abertas.

A compra dos 36 caças Gripen aconteceu por meio de crédito oferecido pelo Swedish Export Credit Corporation-SEK. O contrato assinado em 25 de agosto de 2015 previa um prazo de desembolso entre 2015 e 2026, de acordo com um cronograma a ser informado pelo Comando da Aeronáutica. Na época, o Ministério da Defesa divulgou que o pagamento efetivo do financiamento começaria apenas após o recebimento da última aeronave. Antes, haveria apenas o acerto dos juros. Só em 2025 começaria a amortização da dívida.

Desde 2015 os valores foram acertados detalhadamente: todo o projeto saiu por 39.882.335.471,65 coroas suecas e 245.325.000,00 dólares. O taxa de juros foi negociada em 2,19% ao ano para a parcela em coroas suecas e 3,56% para a parte em moeda americana. Vale lembrar que o valor calculado em Reais sempre irá variar de acordo com o câmbio, pois o contrato assinado pelo governo brasileiro foi estabelecido em moedas estrangeiras.

Mesmo com a Presidência da República, à época, já tendo assinado a compra dos caças, o contrato de financiamento só foi acertado após a aprovação do Senado Federal. A proposta acabou aprovada com amplo apoio de parlamentares de todos os partidos.

Assinado em 2014, o contrato está no prazo. Conforme previsto, em 2019 ocorreu o primeiro voo de uma aeronave F-39E da Força Aérea Brasileira, que já deve entrar em fase de certificação. O cronograma de entregas contempla o recebimento das aeronaves entre 2021 até 2026. Será um total de 36 aeronaves que serão inicialmente operadas por unidades aéreas a partir da Ala 2, em Anápolis (GO). Os pilotos brasileiros efetuarão o treinamento na Suécia a partir de 2020.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

PROMOÇÃO ASAS

PROMOÇÃO ASAS

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho