AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Governo interessado em pistas na Amazônia

Subordinada ao Comando da Aeronáutica, a COMARA utiliza mão de obra civil e militar para construir, manter e recuperar pistas na Amazônia. Foto: Força Aérea Brasileira

O Comando da Aeronáutica trabalha para a recuperação de pistas na região amazônica e o trabalho agora chama a atenção do Ministério da Infraestrutura. O Ministro da pasta, Tarcísio Gomes de Freitas, se reuniu em outubro com o Vice-Presidente da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), Coronel Aviador Steven Meier, para se atualizar sobre os projetos em andamento.

Em Estirão do Equador, a meta prevista para o ano de 2019 foi cumprida entre o início do mês de julho e meados de outubro. Em Iauaretê, após a obtenção de um acordo com as lideranças indígenas locais, intermediado pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI), a previsão é de realizar a extração da rocha necessária à conclusão da pista ainda este ano. Já a obra em Oriximiná necessitou de decisões de caráter técnico para a velocidade de mobilização e início. A situação da pista em Surucucu (RR), que está atualmente em obra, também foi tema da audiência, pois a declividade longitudinal da pista requer cuidados especiais mesmo de pilotos experientes e os desafios logísticos são ainda maiores porque, além de não existirem estradas que acessam a região, os rios mais próximos não são navegáveis.

LEIA MAIS: FAB investe em pista estratégica na fronteira com a Venezuela

O Chefe da Quarta Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Brigadeiro Engenheiro Eliezer de Freitas Cabral, destacou a necessidade de investimento na infraestrutura aeroportuária em diversas cidades na Região Amazônica. “Devido suas dimensões continentais, os rios substituem as estradas para interligarem a maior parte dos municípios. No entanto, além de ser um meio de transporte lento, dependendo da localidade e da época do ano, esses rios deixam de ser navegáveis e o transporte aéreo passa a ser a única alternativa viável para garantir a presença do Estado na região”, ressaltou.

O Ministro destacou que conhece a realidade da Região Amazônica por ter servido ao Exército Brasileiro no 6º Batalhão de Engenharia de Construção, em Boa Vista (RR) e no 2º Grupamento de Engenharia, em Manaus (AM). “A falta de investimentos nessas localidades é o que propicia o surgimento de traficantes de drogas, madeireiras e garimpos ilegais. Vamos ajudar a construir e recuperar aeródromos para integrar o território nacional”, declarou.

Leia também:

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

NOVA EDIÇÃO – REVISTA ASAS!!!

NOVA EDIÇÃO – REVISTA ASAS!!!

PROMOÇÃO DE FIM DE ANO

PROMOÇÃO DE FIM DE ANO

PROMOÇÃO ASAS

PROMOÇÃO ASAS

LANÇAMENTO!

LANÇAMENTO!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho