AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Índia usa Israel para somar Rússia e França

Não basta usar caças russos (MiG-29, MiG-21 e Su-30), anglo-franceses (Jaguar), indianos (Tejas) e franceses (Mirage 2000 e, em breve, Rafale): a força aérea da Índia mistura a tecnologia proveniente dessas fontes. A novidade agora vem na forma de caças Mirage 2000 equipados com mísseis russos R-73 e miras montadas no capacete israelenses.

Nem a França nem a Rússia gostaram da história. Os dois países se recusaram a oferecer qualquer tipo de ajuda técnica, mas toda programação do radar francês e do míssil russo foi desvendada para permitir a integração. Os israelenses ajudaram.

A primeira foto de um Mirage 2000 com um R-73 foi apesentada no último dia 24, mas há informações de que o processo de integração já ocorreu há mais de dez anos. Os indianos, inclusive, estão certos de que o R-73 têm no Mirage um desempenho muito melhor que o alcançado pelos mísseis franceses originais, o Magic 2.

No dia 27 de fevereiro, um míssil desse tipo foi utilizado por um caça MiG-21 Bison para abater um F-16 do Paquistão. Os Mirage 2000 que participaram daquela missão, na função de ataque com bombas inteligentes, também estavam equipados com os R-73 para autodefesa.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Nova edição da ASAS!

Nova edição da ASAS!

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho