ARTE, CULTURA & LAZER TELA EM VOO

MiG-29 Vs F-15 – O Top Gun Coreano

O F-15 entrou para um grupo de K-Pop...

Em geral, existem dois tipos de comportamento ao se ver um filme sobre aviação. O primeiro é de quem preza por rigor, querendo ver as aeronaves exatamente como operam na realidade, sem o que podemos chamar de “licenças poéticas” incluídas em muitos filmes. O segundo comportamento é chutar a lógica para o lado, rir dos exageros e aproveitar um filme mentiroso do início ao fim.

“Operação Retorno à Base” (R2B: Return to Base, em inglês, ou Altubi: Riteontu Be-iseu, em coreano) é um filme sincero. Logo no início, um piloto faz algumas manobras em um jato KAI FA-50 que desafiam todas as leis da física, da engenharia, da aviação e do bom senso. É quase como um cartão de visitas: “Você está certo que pretende continuar assistindo?”.

Continue. Há coisas legais para ver. Lançado em 2012, o filme recebeu apoio direto da Força Aérea da Coreia do Sul. Então estão garantidas belas imagens de F-15K, Black Hawk, FA-50 Golden Eagle e até de um E-7A, versão AEW&C do Boeing 737. Do lado dos inimigos, destaque para o MiG-29.

E como tem combate aéreo! O problema, claro, é que nenhum combate acontece com qualquer nível de realismo. As cenas são aceleradas, fazendo o filme se parecer muito mais com um videogame que com um combate aéreo real. Os armamentos são praticamente infinitos e um míssil inimigo lembra um visto na comédia Hot Shots!, que no Brasil recebeu o título de “Top Gang – Ases muito loucos“.

À propósito, o filme é estrelado por Jung Ji-hoon, Shin Se-kyung, Yoo Jun-sang e Lee Ha-na, desconhecidos no Brasil, mas grandes celebridades na Coreia do Sul, sendo atores, cantores, modelos e apresentadores. O filme, aliás, foi lançado aproveitando a ampla divulgação por conta do serviço militar obrigatório de Jung Ji-hoon, conhecido pelos amantes do K-Pop como “Rain”.

Na vida militar ele também deve ter visto uma realidade bem diferente da mostrada no filme. Com a intenção de ter drama, comédia pastelão e ação em um mesmo filme, “Operação Retorno à Base” acaba se tornando uma coletânea de cenas mal feitas ou descaradamente copiadas de filmes ocidentais, como Top Gun, Le Chevaliers du Ciel e Behind Enemy Lines.

Porém, com uma pipoca e pouco senso crítico, dá até para aproveitar. Até porque está na Netflix.

Na Coreia, astro da música faz show com uniforme das Forças Armadas

Nova edição da ASAS!!!

Nova edição da ASAS!!!

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho