MEU VOO

Minha experiência no Boeing 787-9 da American Airlines

Por Sérgio Gonçalves

Este é um voo que tenho feito com frequência, entre São Paulo (GRU) e Dallas (DFW), nos Estados Unidos, pela American Airlines, o AA962. Fiz este voo inúmeras vezes nos Boeing 777 (-200 e -300) da empresa. Mas, desde 4 de novembro de 2016, a empresa usa na rota seu mais novo avião, o Boeing 787-9 Dreamliner. A troca reduziu em 25 assentos a oferta, pois a configuração do B-787-9 é de 30 assentos (que tornam-se camas) na Business, 21 na Premium Economy (Main Cabin Extra) e 234 na Econômica. Nesta última, há 27 assentos chamados Extra, com 15cm a mais de espaço para as pernas e preferência no embarque e desembarque.

Meu primeiro voo nesta rota com o B-787-9 foi em 14 de novembro de 2016, apenas dez dias após a entrada em uso do modelo. Voei no então novíssimo N820AL, aeronave produzida em Charleston, e que voara pela primeira vez em agosto daquele ano, sendo entregue em 13 de setembro. A American Airlines é considerada uma empresa aérea segura e de qualidade e, com apenas dois meses de uso, o aspecto segurança e confiança na aeronave era um fator positivo para todos os passageiros.

Neste voo, fiz questão de experimentar a nova classe Premium Economy (Main Cabin Extra). A American Airlines foi a primeira empresa aérea dos EUA a adotar este padrão, sendo uma classe intermediária entre a Executiva e a Econômica. Os assentos são dispostos em 3 fileiras de 2-3-2, ao contrário dos 3-3-3 no restante da aeronave. Eles também são diferenciados, todos de couro, mais largos e ajustáveis, com descansos para os pés, pernas e cabeça extensíveis, com espaço de 38” entre as fileiras. São apenas 21 lugares que ainda não estão sendo vendidos, mas em geral são reservados a passageiros frequentes no programa da American Airlines (AA Advantage) que podem escolhê-los como se fossem um assento normal na hora da reserva.

Como Platinum Executive não foi difícil reservar o assento 10J, na segunda fileira, corredor. Primeiramente, saber que se vai voar o Dreamliner é algo que já impressiona. A Boeing resgatou a áurea do “nome” para uma aeronave, como os lendários Stratocruiser e Jumbo. Depois, o contato com a aeronave em si é muito positivo e agradável: a iluminação Skyinterior, o espaço e o visual clean aumentam a expectativa. O visual dos assentos na Premium Economy (Main Cabin Extra) também agrada, com bancos no mesmo padrão dos de Primeira Classe da frota de voos domésticos da American Airlines nos Estados Unidos. Há mais espaço para guardar itens pessoais, pois além da bolsa normal, na parte de baixo do assento à sua frente, logo abaixo da tela há mais um espaço para pequenos itens. A tela também é maior e possui mais qualidade.  O entretenimento individual funciona sob demanda, há tomadas (110 volts) e portas USB em todos os assentos. São ainda fornecidos fones de ouvido com redução de ruído e kit de cuidados pessoais com tapa-olho, plugs para os ouvidos e kit higiene.

Após rápida acomodação das bagagens em bins amplos, o embarque foi completado e as portas, fechadas. Para quem não conhece o Dreamliner, outra agradável surpresa vem após o pushback: mesmo com os motores ligados, o nível de ruído da cabine é mínimo, o que se repete em todas as fases do voo. Em pouco tempo alinhamos na 9L e a corrida para decolagem é rápida: as turbinas GEnx-1B podem chegar até 72.300 libras de empuxo na decolagem. Como não há sangria de ar para gerar energia elétrica, o voo é muito suave.

O entretenimento, com aproximadamente 300 filmes, incluindo 48 lançamentos, programas de tevê e jogos, é acessado diretamente na tela ou com controle remoto e os fones fornecidos realmente diminuem o ruído ambiente de modo eficiente. Há também wi-fi com conexão global, muito boa, acesso que considero um pouco caro, especialmente comparado com o preço da Emirates, que também tem excelente wi-fi a um dólar por trecho de voo.

Pouco após a decolagem, foram oferecidas duas opções de refeição, que na Main Cabin Extra também é diferenciada. Os pratos são bonitos e bastante saborosos, muito superiores aos da Econômica e que, em minha opinião, nada ficam a dever aos pratos da Executiva – uma agradável surpresa, já que esta tem pratos muito bons.

Após o jantar, um leve toque na janela para escurece-la, algo que é bastante útil, caso o voo se estenda até após o nascimento do Sol. No caso do Dreamliner, isso é desnecessário: a tripulação pode escurecer a cabine toda e só clarear quando desejar, evitando aqueles passageiros que ficam abrindo as janelas e atrapalhando o sono dos demais. Como se trata de um voo noturno entre Guarulhos e Dallas, já no início do período de frio nos EUA, chegamos ainda antes do Sol e o pouso foi tranquilo e no horário previsto.

Quero destacar que as tripulações da American Airlines são bastante atenciosas e cordiais com os passageiros em todas as classes. Isso se repetiu neste voo na Main Cabin Extra. Minha viagem anterior a este foi no voo AA962, poucos dias antes, em 30 de outubro, no Boeing 777-300 N732AN. Estava no assento 3D e após uma decolagem sob chuva de São Paulo, quando o serviço de bordo foi reiniciado, as comissárias estavam todas usando adereços de Halloween, pois já estávamos a caminho dos EUA no Dia das Bruxas. A atmosfera foi mais do que festiva por todo o voo. Como disse, a tripulação faz a diferença!

O Dreamliner, em ambas suas versões (-8 e -9), possui modernos sistemas de redução de ruídos de voo e de iluminação com cores diferenciadas, maior estabilidade, sistemas inovadores de pressurização e umidificação da cabine que reduzem o cansaço da viagem em todas as classes, além das janelas controladas eletronicamente e é uma excelente opção na hora de se escolher a aeronave do seu próximo voo. Atualmente American Airlines, Avianca, LAN, Ethiopian e United Airlines voam o Dreamliner para o Brasil. Aeromexico e KLM devem se unir a este grupo em breve.

Crédito: Rodrigo Cozzato

O Boeing 787-9 Dreamliner N820L vem para o pouso no GRU. Aqui, Sérgio Gonçalves conta como foi voar neste exemplar, na estréia do Dreamliner da American Airlines para o Brasil.

 

Numa foto do autor, feita em seu voo, o aspecto da Main Cabin Extra, logo no embarque.

 

Premium Economy Cabin on new AA 787

Numa foto de divulgação, aspecto geral da Premium Economy dos voos internacionais da American Airlines. Pode-se observar o tamanho das telas do sistema de entretenimento.

 

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Pré – Lançamento!

Pré – Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Produtos

Carrinho