AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Famosos já usaram aeronaves irregulares

O trágico acidente que vitimou o cantor Gabriel Diniz, conhecido pelo hit “Jenifer”, chamou a atenção porque o artista estava a bordo de uma aeronave possivelmente em voo irregular. A prática de realizar táxi-aéreo sem autorização já fez parte da agenda de outros famosos: Anitta, Maiara e Maraísa, Claudia Leitte, Marília Mendonça e Amado Batista foram vítimas.

No caso de Anitta, foram dois casos flagrados só em 2018. Em 21 de julho, no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), um jato Phenom 300 foi flagrado em operação irregular. A aeronave foi interditada, e o piloto, suspenso. E, pouco mais de dois meses depois, em 28 de setembro, foi a vez do flagrante de um Cessna Citation. Mais uma vez, as medidas foram aplicadas.

Não é possível determinar se os artistas sabiam se tratar de um voo irregular, nem se a situação representou um risco iminente. Porém, autoridades da aviação condenam a prática do táxi aéreo pirata. A situação do avião envolvido no acidente do cantor Gabriel Dias está sob investigação.

Leia aqui gratuitamente a nossa reportagem “Piratas do céu – os riscos do táxi aéreo clandestino”.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

PROMOÇÃO ASAS

PROMOÇÃO ASAS

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho