AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

A SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENSAIOS EM VOO

Sociedade Brasileira de Ensaios em Voo
Sociedade Brasileira de Ensaios em Voo

Voar, nos dias atuais, é algo muito comum e acessível para a maioria das pessoas, contudo, essa atividade ainda causa bastante curiosidade e impressiona a todos pelas tecnologias empregadas e as capacidades dos vetores aéreos.

Todas as melhorias e evoluções dos sistemas aéreos são possíveis graças aos profissionais de Ensaios em Voo, sejam pilotos ou engenheiros de Ensaios em Voo, conhecidos como “Provas” ou “Coringas”, respectivamente, que realizam os testes em solo e em voo de novos componentes e aeronaves.

A formação do pessoal de Ensaios em Voo no Brasil está a cargo da Divisão de Formação em Ensaios em Voo (EFEV), escola pertencente ao Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), subordinado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Força Aérea Brasileira (FAB).

No IPEV são formados os especialistas da Força Aérea, Exército e Marinha, bem como profissionais civis que contratam a formação específica de seus quadros. O EFEV, por sua excelência e singularidade, é reconhecida e creditada pela “Society of Experimental Test Pilot” – SETP e “Society of Flight Test Engineers” – SFTE, sendo a única escola do gênero no Hemisfério Sul.

No mundo há apenas mais cinco instituições militares que atendem aos critérios da SETP e da SFTE: United States Naval Test Pilot School (USNTPS), United States Air Force Test Pilot School (USAF-TPS), École du Personnel Navigant d’Éssais et de Réception (EPNER – França), Empire Test Pilot School (ETPS – Inglaterra) e Indian Air Force Test Pilot (AFTPS – Índia).

Os pilotos e engenheiros de prova formados pela EFEV têm a oportunidade de voar diversas aeronaves, tanto de asa fixa como rotativas, no Brasil e no Exterior. As enormes exigências intelectuais e técnicas de pilotagem fazem dos pilotos e engenheiros de provas peças extremamente raras e com enorme demanda nas Forças Armadas e nas grandes empresas, seja para testes em solo e em voo de novas aeronaves, seja para estabelecer critérios aceitáveis de segurança em sistemas de missões, armamentos e nas operações aéreas.

Em 2014, pilotos e engenheiros de provas os membros brasileiros da “Society of Experimental Test Pilot” e da “Society of Flight Test Engineers” iniciaram as ações para criar uma associação no Brasil para divulgar e discutir experiências nas atividades de ensaios em voo, agregando assim os profissionais civis e militares da área de Ensaios em Voo. Na ocasião, era opinião comum que as experiências e conhecimentos agregados nas últimas décadas, na indústria e das Forças Armadas era enorme, contudo, limitadas às pessoas envolvidas em seus respectivos projetos e trabalhos.

A data oficial para a instituição da Sociedade Brasileira de Ensaios em Voo – SBEV foi escolhida como 19 de julho de 2015, pois neste dia, em 1906, foi apresentado e realizado o primeiro voo de ensaio do 14-Bis do ícone Santos Dumont, utilizando o Balão Nº 14 como “testbed”.

Contando com especialistas nas mais diversas áreas, o objetivo a médio e longo prazo da SBEV é ampliar a participação em palestras, simpósios e eventos, tudo com a finalidade de ampliar o conhecimento técnico-profissional de toda comunidade aeronáutica brasileira e contribuir com a segurança de voo.

Prever, Testar e Comparar!

DIRETORIA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENSAIOS EM VOO 2017-2019

 William Souza, Presidente da SBEV

O presidente da Sociedade Brasileira de Ensaios em Voo é natural de Londrina (PR) e possui a formação de Oficiais Aviadores da Academia da Força Aérea Brasileira em 1987. Realizou o curso de Piloto de Caça no 2º/5º Grupo de Aviação, concluído em 1988. Sua formação como Piloto Experimental de Ensaios em Voo foi realizada no IPEV, em 2000. Ao longo de sua carreira assumiu diversas posições, destacando-se a função de instrutor de voo no curso de Ensaios em Voo. Possui atualmente aproximadamente 4.500 horas de voo em diversos modelos de aeronaves, destacando-se AT-26 Xavante, A-29 Super Tucano, A-1 (AMX), F-5E, F-103 Mirage III, EMB-110 Bandeirante, EMB-120 Brasília, HS.25-400, Phenom 100, Legacy 500, ERJ-145, ERJ-190 e KC-390.

Atualmente desempenha a função de Piloto de provas na Embraer.

 

Gilberto Meira Cardoso, Vice-Presidente da SBEV

Formado em Engenharia Mecânica-Aeronáutica pela UFMG em 1986 e possuidor de MBA Gestão empresarial pela FGV em 2003. Desde formado, trabalha na Embraer em atividade relacionada a ensaios em voo. De setembro de 1986 a outubro de 1993, acumulou experiência em redução e análise de dados de voo, nas disciplinas de performance e qualidade de voo. A partir de outubro de 1993 até os dias de hoje, vem desempenhando atividade relacionada à preparação, coordenação e execução de ensaios em voo. Durante este período, participou de diversos projetos tais como EMB-312H (Super Tucano), EMB-120, EMB-145, EMB-170, EMB-190, Legacy 650, Phenom 300, Legacy 500/450 e ERJ190-E2.

Foi líder de time de engenharia de ensaios para o desenvolvimento e certificação dos Projetos EMB-145 (após a certificação básica), EMB-170, Legacy 650 bem como Supervisor de time de engenharia no Projeto Legacy 500/450.

Atualmente atua como adjunto técnico de engenharia de ensaios em voo para todos os programas de ensaio em curso da Embraer, dedicando, entretanto, maior tempo para o Projeto ERJ190-E2.

Possui cerca de 1.300 horas de ensaios em voo nos projetos mencionados.

É piloto privado de avião, planador e piloto de acrobacia, com mais de 800 horas de voo acumuladas.

 

Marcos da Silva Carvalho, Financeiro da SBEV

Natural de São Paulo (SP), atualmente é Piloto de Ensaios em Voo da ANAC, agência São José dos Campos, além de ser qualificado como Piloto de Linha Aérea em asa fixa. Desempenhou, desde sua formação de Oficiais Aviadores da AFA em 1995, diversas funções, destacando-se a atribuição de Oficial de Segurança de Voo em diversas unidades aéreas e Piloto de Caça da FAB. Realizou o Curso de Ensaios em Voo, modalidade Asa Fixa, no IPEV/DTCA em 2009, recebendo o código de chamada “Prova 89”. Especializou-se ainda em sistemas de qualidade aeroespacial no IFI em 2015. Ao longo de sua carreira na ativa da FAB foi Chefe da Divisão de Suporte Técnico do Grupo Especial de Ensaios em Voo – GEEV em 2005: Gerente Técnico do projeto F-5BR no DCTA entre 2008 e 2009 e Instrutor do Curso de Ensaios em Voo de Asa Fixa no anto de 2010.

Sua experiência como aviador inclui o voo em diversos modelos de aeronaves, destacando-se A-1 (AMX); F-16D; T-2 Buckeye; C-680A; Z-16 Quero-quero; A-29 Super Tucano; F-18B; T-27 Tucano; EMB-500 Phenom; T-25 Universal; Alpha Jet; F-18F; TZ13 Blanik; R-99B; EMB-145RS; AT-26 Xavante;
F-5M; Boeing 737-200; C90 KingAir; Casa-212; Casa-295; Mirage 2000D; Lear Jet 55;
VU-9 Xingu.

 

Thiago Alexandre da Silva Fatorelli, Secretário da SBEV

Natural de Catanduva (SP), formou-se Oficial de infantaria da Academia Militar das Agulhas Negras, Exército Brasileiro, em 2000. Desempenhou diversas funções como oficial combatente até realizar o Curso de Piloto de Aeronaves no Centro de Instrução de Aviação do Exército em 2003. Cumpriu diversas missões e cursos de especialização até realizar o de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos no CENIPA 2011 e o Curso de Ensaios em Voo no IPEV/DCTA em 2012, ocasião na qual recebeu o código de chamada “Prova 99”.

As principais funções desempenhadas foram de Instrutor de Voo com Óculos de Visão Noturna e de voo por instrumentos, além de atividades relacionadas a Voos experimentais de ensaios em voo em helicópteros.

Possui aproximadamente 2.600 horas de voo nas seguintes aeronaves: AS350/550 (Diversas Versões), AS365K Pantera, AS365K2 Super Pantera, AS332 Super Puma, AS355F1, EC130, EC145, H225M Caracal, H-60L Blackhawk,
SH-60R Seahawk, AW101 Merlin, AW139, AW169, AW149/189, Bell 407GT, Bell 429, Bell 525, UH-1H, H269, OH-58 Kiowa, AH-1Z Viper, UH-1Y Venon, Mi-28NE, T-129 Mangusta Mod, V-22 Osprey e AW-129D Mangusta.

Atualmente é o membro do Grupo de Ensaios em Avaliações do Comando de Aviação do Exército.

Sobre o autor

Rafael Rinaldi

Administrador de empresas, formado em Manutenção de Aeronaves. Apaixonado por aviação, fotografia e História. Colecionador de caixas de kits e plastimodelista nas horas vagas

Comente

Clique aqui para comentar

Produtos

Carrinho

Últimas notícias

Parceiro