AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Su-27 coloca F-18 “pra correr”

Os F-18 espanhóis não são da versão mais moderna. Porém, equipado com um par de mísseis ar-ar IRIS-T e outro par de AiM-120 AMRAAM, estes últimos para combate além do alcance visual, um desses caças ousou interceptar o Tupolev Tu-204 que transportava o Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu. O resultado foi uma reação enérgica de um Sukhoi Su-27 Flanker russo, que literalmente avançou sobre o F-18 para fazê-lo sair dali.

Assista ao vídeo gravado a partir do Tu-204:

A manobra foi bem sucedida. O voo do Ministro, entre o exclave de Kaliningrado e Moscou, continuou normalmente. Toda a ação aconteceu sobre espaço aéreo internacional no Mar Báltico e, apesar das manobras bruscas, não representaram um ato de guerra. Também não foram utilizadas armas. A ação aconteceu no último dia 13 de agosto.

Tampouco são novidade. Kaliningrado é um território russo localizado entre a Polônia e a Lituânia, dois países-membros da OTAN, sem ligação por terra até a parte principal do território russo. O trânsito de aeronaves militares russas indo e voltando de Kaliningrado acaba se tornando a principal tarefa das aeronaves dos países da OTAN deslocadas para a Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, de onde cumprem missões de defesa aérea.

Um dos motivos é que as aeronaves russas costumam não fazer contato com as autoridades de tráfego aéreo dos países próximos, nem utilizam seus transponders ligados. A prática não é uma ofensa à soberania, pois apenas o espaço aéreo internacional é sobrevoado. Por outro lado, com a detecção dos tráfegos aéreos deconhecidos, a defesa aérea da OTAN é acionada para identificá-los.

O F-18 espanhol, é possível ver pelo vídeo, levava um pod Litening. É o mesmo equipado usado para ataques com bombas inteligentes, porém utilizado no modo ar-ar para identificação de alvos à distância. Não se sabe, portanto, o porquê de o caça espanhol ter se aproximado da aeronave do Ministro russo.

A Espanha já utilizou seus F-18 em várias missões reais, como na Líbia e nos Balcãs

Apoiados por 140 militares, cinco F-18 espanhóis estão na Lituânia desde o fim de abril. A missão já estava programada para ser encerrada no fim deste mês. Desde 2006 a Espanha participa do rodízio de jatos de defesa aérea da OTAN na Lituânia, já tendo participado com seus Mirage F-1 e Eurofighter Typhoon. Um desses últimos, inclusive, lançou um míssil AMRAAM por engano, gerando reclamações da Rússia.

A Espanha recebeu 60 caças F-18A e 12 F-18B a partir de 1986, tendo sido designados EF-18A e EF-18B. Mais 24 F-18A ex-US Navy foram recebidos posteriormente. As aeronaves receberam melhorias nos anos seguintes, como a integração com os mísseis AiM-120 e Iris-T.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

PROMOÇÃO ASAS

PROMOÇÃO ASAS

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho