AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Suíça comprova: não dá para adiar caças novos

O Gripen NG foi selecionado como novo caça para a Schweizer Luftwaffe, a Força Aérea da Suíça. Porém, em 2014, 52% da população votou contra a proposta de financiamento dos 22 caças, sendo preferível um projeto de extensão da vida útil dos 30 F-18C/D adquiridos nos anos 90. O problema é que esse plano-B não tem se desenrolado como planejado.

Construídos entre 1996 e 1999, os F-18C/D estão em fase de modernização realizada pela empresa RUAG (Rüstungs Unternehmen Aktiengesellschaft). Com complicações técnicas, houve atrasos nesse projeto e a disponibilidade dos jatos caiu.

No início de abril, dos 30 F-18C/D do inventário, somente dez estavam disponíveis para a força aérea. Como quatro foram enviados para o treinamento multinacional Frisian Flag, na Holanda, ficaram apenas seis tanto para treinar os aviadores quanto para realizar a defesa aeroespacial do país.

Se a compra dos Gripen tivesse sido efetivada, enquanto os caças novos não chegassem, os F-18 poderiam se manter voando. Porém, ficou praticamente impossível cumprir os compromissos da força aérea enquanto é necessário enviar células para os demorados procedimentos de renovação.

A Suíça ainda é vista pela Saab como uma provável usuária de caças Gripen. Isso porque a aeronave venceu efetivamente a concorrência, tendo cumprido todos os pré-requisitos estabelecidos.

Conheça as páginas da revista ASAS no Facebook e no Instagram e acompanhe diariamente notícias sobre Aviação!

Tags

Sobre o autor

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho