AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Assinado: Polônia leva 32 F-35 por US$ 4,6 bi

A Polônia assinou hoje o contrato de aquisição de 32 caças F-35 Lightning II pelo valor de US$ 4,6 bi. O valor de cada aeronave é estimado em 87,3 milhões de dólares. O restante do valor envolve suporte logístico até 2030, oito simuladores, equipamentos de apoio em solo, futuras atualizações e treinamento de 90 mecânicos e 24 pilotos.

Todas as aeronaves serão fabricadas nos Estados Unidos. As seis primeiras serão entregues entre 2024 e 2025, sendo que inicialmente permanecerão em solo norte-ameriano para fins de treinamento. Todas estarão em operação no país do leste europeu até 2030.

Membro da OTAN desde 1999, a Polônia buscava um caça para substituir seus antigos MiG-29 e Su-22, recebidos ainda no tempo em que o país estava sob influência da antiga União Soviética. Os F-35 devem operar em conjunto com os F-16C/D já em serviço.

LEIA MAIS: O F-35 vai vender tanto quanto o F-16?

Austrália, Bélgica, Coreia do Sul, Dinamarca, Estados Unidos, Holanda, Itália, Japão, Noruega e Reino Unido já confirmaram a compra do F-35. A Turquia foi expulsa do projeto por ter preferido adquirir sistemas antiaéreos russos. Já Cingapura e Grécia estão próximos de assinar contratos. Na Finlândia, o caça participa de uma concorrência e é o grande favorito.