AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

90% do faturamento da Avibras vem do exterior

Sistema Astros II: um dos sucessos da Avibras

A Avibras tem contratos relevantes com as Forças Armadas do Brasil, como a venda de foguetes, porém cerca de 90% do faturamento da empresa vem do exterior. A informação foi dada no seminário “Mecanismos de Apoio Oficial ao Crédito à Exportação de Produtos de Defesa”, realizado no dia 2 de outubro, em São Paulo (SP), pela Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE).

A principal ideia apresentada no evento foi de que o fortalecimento da indústria de defesa nacional passa pela exportação. O setor também tem importância para toda a economia nacional: cerca de 3,7 % do Produto Interno Bruto brasileiro é de exportação dos produtos de Defesa

De acordo com o Vice-Presidente Executivo da ABIMDE, José Cláudio Manesco, em virtude de o Brasil não ter previsibilidade e uma política de projetos de orçamento continuado, as empresas de Defesa que dependem muito de compras governamentais só podem sobreviver com as exportações. “Por isso, nossa Associação tem se esforçado para ajudar as empresas, por meio da participação em feiras e outras promoções no exterior com o apoio da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e, agora, com a realização desses seminários ao lado do Ministério da Defesa”, explicou.

O objetivo do encontro foi apresentar todas as ações que estão sendo colocadas em prática, no intuito de criar mais e melhores condições de desenvolvimento dessas indústrias no exterior, ou seja, a promoção da exportação. Os empresários presentes também puderam expor seus desafios, os entraves e todas as dúvidas que, atualmente, dificultam o sucesso dos seus negócios fora do país.

Pré – Lançamento!

Pré – Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Produtos

Carrinho