AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Bombardeiro russo poderá lançar mísseis ar-ar para trás

Foto: Alexander Beltyukov

Os novos bombardeiros Tu-160 Blackjack da Rússia poderão detectar ameaças aéreas no seu quadrante traseiro e, necessário, lançar mísseis ar-ar nessa direção. A informação foi divulgada pela agência de notícias RIA Novosti.

O mais possível é que sejam utilizados mísseis Vympel R-73 (AA-11 Archer) modificados para serem lançados para trás. Se necessário, a arma pode fazer a curva e atingir alvos no quadrante dianteiro.

Pelo potencial estratégico do Tu-160, Moscou decidiu pela modernização de 17 unidades em serviço – a primeira voou em 2020. Mas foi além: em 2022 deve ser entregues duas aeronaves totalmente novas, de um novo lote, totalmente novo, que poderá chegar a 50 aeronaves.

Todo o ciclo de produção da aeronave foi restaurado, porém há novidades tanto nas técnicas de produção quanto no “recheio” tecnológico. Várias empresas russas atuaram na digitalização do projeto, o que resultou na mudança demais de 80% dos componentes eletrônicos. Novos motores também foram adotados.

A decisão russa de renascer o Blackjack se mostra válida quando conhecemos o potencial das aeronaves. Com asas de geometria variável, o bombardeiro pode alcançar Mach 2 e tem alcance superior a 2.000 km mesmo em perfil de voo inteiramente supersônico. Caso voe em modo econômico, pode percorrer mais de 12.000 km. Os compartimentos de armas podem levar até 45 toneladas de carga, incluindo artefatos nucleares.

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho