AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Canadá pode ficar sem F-35

Já exportado para Índia, Catar e Egito, o Rafale ainda é oferecido para mais países após sofrer derrotas como no Brasil
image_pdfimage_print

Depois de o governo anterior ter sido alvo de críticas por aderir ao projeto do caça F-35, já adquirido por 13 países e alvo de reclamações pelos seus altos custos, o Canadá poderá adotar uma outra alternativa para substituir sua frota de 78 CF-18, versão local do F-18A/B Hornet.

O país revelou que já tem uma prévia dos concorrentes de uma nova seleção: a Saab (oferecerá o Gripen NG), Airbus e BAE Systems / Leonardo (Eurofighter), Dassault (Rafale), Boeing (F-18 Super Hornet) e Lockheed Martin (F-35).

A promessa é haver uma concorrência isenta, conduzida por profissionais independentes. O plano é adquirir 88 caças.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros