AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Eurofighter disputa com F-35 contrato espanhol

A Espanha já opera caças Eurofighter Typhoon. Mas pode acabar comprando os F-35. Foto: Ejército del Aire
image_pdfimage_print

Os olhos da indústria de aviação bélica estão agora voltados para a Espanha. Até o fim dessa década, o Ejército del Aire, como é chamada a força aérea do país, vai aposentar seus 72 caças EF-18M, versão modernizadas dos F-18A/B Hornet, adquiridos na década de 80.

O Eurofighter Typhoon, já utilizado pelo país, sai na frente como provável substituto, sobretudo porque o consórcio europeu inclui indústrias espanholas. Porém, fontes do próprio Ejército del Aire apontam a possibilidade de aquisição de um caça de quinta geração, que viria a ser o F-35, da norte-americana Lockheed Martin.

Se adquiridos, os Eurofighter LTE (Long Term Evolution) devem ser de uma versão mais avançada que os 73 já entregues ao país. A aquisição de pelo menos vinte unidades já é dada como certa.

Porém, a substitutição total dos EF-18M ainda é considerado um assunto em aberto. A favor do F-35 também está a Marinha da Espanha, que atualmente voa caças AV-8B Harrier no seu porta-aviões Juan Carlos I. O F-35B é a única aeronave do mercado capaz de substituir os AV-8B, como realizado na Itália e pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. Japão, Coreia do Sul e Cingapura também devem operar o F-35B, versão de decolagem curta e pouso vertical.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros