AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

FAB e Exército reformam pista remota na fronteira com a Colômbia

Contingentes do Exército e da Força Aérea atuam na manutenção da pista de pouso. Foto: Exército Brasileiro

Militares da Força Aérea Brasileira e o Exército Brasileiro trabalham desde 12 de novembro na recuperação da pista do aeródromo de Querari, localizado na região conhecida como “Cabeça de Cachorro”, na fronteira com a Colômbia. Os trabalhos são executados pela 21ª Companhia de Engenharia de Construção, com apoio do Esquadrão Arara.

A pista apóia atividades da Funai na área, além de servir para a logística do 2º Pelotão Especial de Fronteira. Os serviços são necessários por conta do elevado desgaste do asfalto na área, por conta do clima quente e chuvoso.

A pista tem 30 metros de largura e 970 metros de comprimento, sendo adequada para operações de helicópteros e de aviões como os C-95 Bandeirante, C-98 Caravan e C-105 Amazonas. Em caso de necessidade é possível receber aeronaves de combate. A operação de aeronaves civis só é possível por meio de autorização do Comando Aéreo Regional.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho