AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Marca Tupolev completa 100 anos como sinônimo de poder estratégico

Batizado pela OTAN como Blackjack, o mais poderoso bombardeiro estratégico russo é um dos principais projetos do escritório Tupolev

Há exatos 100 anos, em 22 de outubro de 1922, o engenheiro soviético Andrei Tupolev criou aquele que se tornaria um dos mais bem sucedidos escritórios de design de aeronaves. Ao longo desse século, siglas como Tu-2, Tu-16, Tu-22, Tu-95 e Tu-160 se tornaram sinônimos do poder bélico de Moscou. Já foram mais de 18 mil aeronaves de 90 modelos produzidos com a marca Tupolev.

Nos primeiros anos, a equipe de Andrei Tupolev se concentrou em projetos de aeronaves metálicas, uma inovação à época. Em 1934, o resultado viria de maneira impressionante: ocorria o primeiro voo do ANT-20, maior aeronave daquela década, com oito motores e 488 m² de área alar. Foi uma verdadeira máquina de propaganda stalinista.

O ANT-20 sobrevoa Moscou na década de 30

Na Segunda Guerra, destacou-se o Tupolev Tu-2, uma aeronave de ataque que iniciaria a tradição do escritório em projetar aeronaves para impor o poder aéreo soviético. Depois viriam o Tu-16, o Tu-22, o Tu-95 e o imponente Tu-160, até hoje símbolo de um bombardeiro capaz de mudar a história da humanidade.

Tupolevs no museu de Poltava, na Rússia

A experiência também gerou aeronaves civis, como o Tu-104, derivado do Tu-16, o primeiro jato comercial soviético. Já o Tu-95 daria origem ao Tu-114, o turboélice mais veloz da história. Viriam ainda os jatos comerciais Tu-204 e Tu-214.

Confira abaixo uma coleção de vídeos do canal da Revista Asas no Youtube a respeito dos projetos da Tupolev:

E que tal bater um papo sobre os aviões da Tupolev e outro assuntos de aviação? Se liga na dica abaixo:

Natal ASAS! Grandes ofertas!

Nova edição da ASAS

Carrinho