AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

OTAN, Suíça e Suécia preparam exercício com 150 aeronaves no Ártico

F-18 durante o verão na Finlândia. Foto: Joni Malkamäki

O extremo Norte do continente europeu será, a partir de amanhã, palco de um dos principais treinamentos programados para 2023 pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e a Suécia, um futuro país-membro, e a Suíça, nação historicamente neutra, mas que tem se aproximado das potências ocidentais. O Arctic Challenge Exercise reunirá três mil militares e 150 aeronaves de 14 países.

Em Ørland, na Noruega, estão caças F-35 de quatro países: Estados Unidos, Itália, Países Baixos e Noruega, além dos F-16 da Bélgica e JAS-39 Gripen da República Tcheca. Luleå, na Suécia, terá os Gripen do país, além dos F-18 da Suíça e F-16 de Dinamarca e Países Baixos.

Em Rovaniemi, na Finlândia, estarão baseados caças Rafale e Mirage 2000, da França, e Eurofighter, da Alemanha, além dos próprios F-18 da casa, que também estarão na base de Pikkala. Nesta última localidade também estarão caças JAS-39 Gripen da Suécia e F-15 dos Estados Unidos. O exercício terá ainda aviões-radar e reabastecedores.

O Arctic Challenge Exercise é organizado desde 2013 em uma parceria entre Noruega, Suécia e Finlândia, porém a cada edição tem sido ampliada a cooperação com a OTAN. Esta será a primeira em que a Finlândia já está com status de país-membro da aliança militar. Outro destaque será a primeira utilização multinacional do F-35 em um exercício dessa envergadura.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho