AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Rússia começa testes com drones armados

image_pdfimage_print

No início de julho, o Ministério da Defesa da Rússia começou os testes com um protótipo do veículo aéreo não tripulado de reconhecimento e ataque Altius. O protótipo será testado na destruição de tanques, blindados leves e armas de artilharia.

O escritório de design Kazan Simonov começou  o desenvolvimento em 2011. O primeiro voo foi realizado em 2016. De acordo com a empresa, o drone pode realizar não apenas missões de ataque, mas também é equipado com sistemas ópticos e radares para realizar tarefas de reconhecimento com mais de 24 horas de duração.

O Altius é um drone de classe pesada de média altitude e de longa duração de voo. O peso de decolagem do dispositivo é de cerca de 6 toneladas e pode transportar mais de uma tonelada de carga útil. Tem 28,5 metros de envergadura, 11,6 metros de comprimento, e teto de voo de 12 km.

O drone é equipado com dois motores turboélice, sistemas de comunicação via satélite e elementos de inteligência artificial que podem interagir com aeronaves tripuladas. No entanto, a aeronave é capaz de sobrevoar o campo de batalha, detectar e destruir alvos de forma independente. O alcance de combate do Altius é de cerca de 3.500 km.

Drone-helicóptero

No dia 22 de julho, o BAS-200 se tornou o primeiro drone a participar das apresentações da feira aeroespacial MAKS 2021, em Zhukovsky, na Rússia. Com peso máximo de decolagem de 200 kg, pode atingir 160 km/h e levar uma carga útil de 50 kg.

De acordo com a Russian Helicopters, o BAS-200 pode voar por até quatro horas e atingir 3.900 metros. O raio operacional é de 100 km, o que permite missões de monitoramento, entrega de carga, busca e salvamento, apoio à agricultura e vigilância.

(com informações da Russian Beyond)

Lançamento! ASAS 119! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros