AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Ucrânia reativa jatos e recebe novos armamentos

Após russos publicarem em redes sociais destroços do que pareceriam ser mísseis AGM-88 HARM, o subscretário de política de defesa dos EUA, Colin Kahl, confirmou a entrega para a Ucrânia dos mísseis desenvolvidos para a destruição de radares. A confirmação veio junto com o anúncio de um pacote de auxílio militar, com destaque em armas guiadas, mas sem incluir jatos de combate.

Não se sabe se os mísseis foram integrados às aeronaves de combate da Ucrânia, todas da era soviética, se foram recebidos lançadores de solo ou ainda se a Ucrânia recebeu novas aeronaves, notadamente de países da OTAN que ainda utilizavam os mesmos modelos de aviões e por isso já modernizados. O fato, porém, é que há novidades no conflito.

Foram publicadas nas redes sociais imagens que mostram um Su-24 M Fencer em ação com mísseis Kh-25. Chama a atenção também a pintura com marcas de alta visibilidade, possivelmente para evitar fogo amigo, já que o modelo também é operado pelos russos. Pelo menos onze Su-24 foram perdidos pelos ucranianos no conflito, até agora.

As redes sociais também aponta a operação do único MiG-29 da Ucrânia modernizado para o padrão MU2. Neste caso, a aeronave apareceu com seis mísseis ar-ar, sendo quatro R-73 (AA-11 Archer) e dois R-27 (AA-10 Alamo), além de um tanque ventral.

Essa aeronave modernizada também pode operar armas ar-solo avançadas, como os mísseis guiados Kh-29T (AS-14 Kedge). O processo de modernização foi iniciado após as lições colhidas no conflito de 2014.

Por fim, há informações ainda não confirmadas de que jatos de ataque Su-25 foram transferidos para a Ucrâna pela Macedônica.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho