Uncategorized

3. China (3.285 aeronaves)

Foto: Den Bosch

Em números gerais, a China ainda não supera a Rússia, mas em termos específicos de aviões de combate, o dragão já ultrapassou o urso. São 120 bombardeiros H-6, 103 jatos de ataque JH-7, 418 caças leves J-7, 143 interceptadores J-8, 260 caças J-10, 399 Flankers (entre J-11, J-16, Su-27, Su-30 e Su-35), 19 caças stealth J-20, 118 dos já ultrapassados Q-5 e 14 novos treinadores L-15. Apesar de a publicação informar futuras aquisições, não há essa informação para os J-20.

Indo além do combate direto, a frota é digna de um país que pretende rivalizar com os Estados Unidos. Só para missões especiais, como AEW e guerra eletrônica, são 14 Y-9, 29 Y-8, 7 Tu-154, 3 Il-86, três An-30, dois Boeing 737 e cinco Challenger 870. Isso, apenas na força aérea. A aviação naval tem mais 26 Y-8 e oito Y-9, dentre outras aeronaves.

A aviação de transporte tem centenas de unidades, bem como a frota de helicópteros. Chama a atenção a frota de reabastecimento em voo: apenas três Il-78. Isso confirmaria a posição do governo chinês de que suas forças armadas têm papel exclusivamente defensivo, sem projeção de poder.

Agora clique aqui para conferir os números da Rússia.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho