AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Akaer ganha destaque no Dubai AirShow 2021

Partes do caça Gripen E desenvolvidas e produzidas em parceria com a Akaer

Parceira dos programas KC-390 e F-39 Gripen, mas com um portfólio de produtos que vão até o setor espacial, a empresa brasileira Akaer tem recebido destaque no Dubai AirShow 2021, que acontece esta semana. O estande de número 558 recebeu, inclusive, a visita do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

O evento é de grande importância para a empresa. Isso porque, em 2021, cerca de 75% do faturamento veio de fora do Brasil. A atuação inclui um leque completo de soluções de defesa, de sistemas óticos até aplicações espaciais.

“Estar na Dubai Airshow é motivo de satisfação para o Grupo Akaer, pois estaremos entre as empresas líderes do setor e teremos a oportunidade de apresentar o nosso portfólio de produtos e serviços de alto conteúdo tecnológico”, afirmou o CEO da Akaer, Cesar Silva.

O Oriente Médio é uma região estratégica para o desenvolvimento da indústria aeroespacial e de defesa. Países como Turquia, Catar e Emirados Árabes Unidos têm, em comum, o interesse em conduzir projetos relevantes para alavancar a indústria local contribuindo para o aprimoramento de tecnologias.

“O mercado do Oriente Médio tem sido, recentemente, uma região bastante importante para o Grupo Akaer. Este é o ambiente propicio para estreitar laços com os nossos atuais e futuros clientes criando novas oportunidades de negócios”, disse o CEO.

A Akaer está presente no evento no pavilhão Brasil juntamente com a ABIMDE – Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança e outras indústrias nacionais, com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Força do setor

“Esses eventos representam para a BIDS (Base Industrial de Defesa e Segurança) oportunidades de negócios, parcerias e troca de informações sobre desenvolvimentos tecnológicos. Isso provoca um efeito cascata benéfico para toda a sociedade, pois impulsiona a economia nacional e a geração de empregos”, disse o Diretor de Projetos da ABIMDE, Comandante Paulo Albuquerque. 

Para 1.000 empregos criados no setor de Defesa no Brasil, outros 2.730 são adicionados à economia, de acordo com um estudo realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), a pedido da CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgado em julho.

A ABIMDE já tem em sua agenda dois eventos próprios confirmados: a 6ª Mostra BID Brasil, que acontece entre os dias 7 e 9 de dezembro, e a feira internacional Expo ADESC, em 2022. Ambas serão realizadas no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).