AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Aviação comercial se recupera e 2022 já supera os números de 2021

Aeronaves da GOL no Aeroporto de Guarulhos. Foto: Ariadne Barroso/Revista Asas
Aeronaves da GOL no Aeroporto de Guarulhos. Foto: Ariadne Barroso/Revista Asas

Entre janeiro e outubro de 2022, 65,7 milhões de passageiros fizeram voos dentro do Brasil. O número consta no Relatório de Demanda e Oferta da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e mostra a recuperação do setor. Ao longo dos 12 meses de 2021 foram 59,5 milhões de passageiros.

A movimentação doméstica no mês de outubro foi de 7,19 milhões de passageiros pagos, um aumento de 21% em relação aos 5,94 milhões de passageiros transportados em outubro de 2021. O número representa 85% da movimentação ocorrida no mesmo período em 2019, antes do início da pandemia de covid-19, que foi de 8,37 milhões de passageiros.

A demanda doméstica, medida em passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), registrou uma variação positiva de 18,3% em relação a outubro do ano passado. A oferta, aferida por assentos-quilômetros ofertados (ASK), teve um aumento de 14,9% em comparação com o mesmo ano de 2021.

A movimentação internacional registrada no mês foi de 1,42 milhões de passageiros, 174% a mais que os 518,5 mil passageiros movimentados em outubro de 2021. A movimentação corresponde a 75% da observada em outubro de 2019, antes do início do período pandêmico.

A movimentação de carga doméstica, por sua vez, foi de 36,6 mil toneladas, em um aumento de 7,6% em comparação com as 34,05 mil toneladas de carga registradas em outubro de 2021. Na movimentação de cargas internacionais, foram contabilizadas 82,1 mil toneladas, um recuo de 6,4% em relação ao mesmo mês em 2021, quando foram registradas 87,7 mil toneladas.

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho