AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

BNDES vai emprestar R$ 2,4 bi para impulsionar exportações da Embraer

Embraer 170. Foto: Maarten Visser

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou R$ 2,4 bilhões em financiamentos para exportação de aeronaves da Embraer. Desse montante, cerca de R$ 1,4 bilhão serão destinados à comercialização de 14 aeronaves do modelo E-175 para a empresa aérea norte-americana Republic Airways, que atua exclusivamente com aeronaves da fabricante brasileira. Em outra operação de crédito, de aproximadamente R$ 1 bilhão, o objeto é a produção de aeronaves para futura exportação.

O anúncio foi feito nesta semana elo presidente do Banco, Aloizio Mercadante. “Ano passado, a Embraer exportou nove aeronaves. Agora, estamos anunciando 14, o que totaliza, apenas este ano, 28 aeronaves exportadas. Ao longo da história, foram 1287. Vinte e sete anos atrás, quando ninguém acreditava, o BNDES estava lá para investir e financiar, não só a Embraer comercial, mas também a Embraer de defesa, que é uma realidade vitoriosa”, destacou.

Este ano, além das 14 novas aeronaves exportadas para a Republic Airways, o BNDES financiou a comercialização de três aviões Embraer para a egípcia CIAF (em abril) e outros 11 para a Alaska, dos EUA (em junho). De janeiro a setembro, os desembolsos do BNDES para a fabricante brasileira somam US$ 778 milhões.

Desde 1997, ano do primeiro apoio do BNDES à Embraer, o Banco financiou cerca de US$ 25,4 bilhões em exportações de aeronaves da fabricante. No período, as operações contratadas possibilitaram à empresa concorrer no mercado externo em igualdade de condições com suas concorrentes. O apoio do Banco complementa o financiamento provido pelo mercado privado.

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho