AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Boeing ainda acredita no sucesso do Super Hornet

F-18 Super Hornet
O F-18 Super Hornet é utilizado pela US Navy e pela Royal Australian Air Force
image_pdfimage_print

A Boeing já fabricou mais de 600 unidades do F-18E/F Super Hornet e EA-18G Growler desde 1995, porém o sucesso de exportações é relativamente pequeno: além da US Navy, apenas Austrália opera 24 unidades. O Kuwait encomedou 28, porém, globalmente, a aeronave tem sido sucessivamente derrotada em concorrências. Agora, a Boeing faz novos planos e estima exportar mais de 350 caças.

A empresa acredita ser possível vencer novas concorrências na Alemanha, Canadá, Finlândia, Índia e Suíça. Boa parte da confiança vem dos avanços da nova versao Block III, que incluem uma extensão da vida útil da célula para 10 mil horas, um sistema de ótico de aquisição de alvo (IRST), um novo datalink e melhorias na aviônica, incluindo um painel de display único, como o desenvolvido para os caças Gripen brasileiros.

A US Navy já encomendou 78 aeronaves da nova versão, em um contrato de 4 bilhões de dólares. As demais unidades devem ser modernizadas para este padrão. Elas devem complementar a frota de caças de 5º geração F-35 a bordo dos porta-aviões norte-americanos.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros