AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Brasil avança na formação de operadores de drones

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) deu parecer positivo, em 18 de dezembro, ao primeiro processo de credenciamento de examinadores oficiais para formação de pilotos de sistemas de aeronaves remotamente pilotadas (RPAS), no Brasil. O deferimento do processo atribui qualificação de examinadores a Henrique Dantas e Moisés Pedrici, ambos pilotos formados dentro da escola de formação de pilotos da empresa XMobots, a XPilot, sendo, inclusive, os primeiros a receberem licença e habilitação da Agência para operações acima de 400 pés de RPAS classe 3. Atualmente, ambos são instrutores.

“Foram muitos anos de estudo, desenvolvendo metodologias de trabalho embasadas na experiência que tenho à frente da XPilot e na formação de pilotos de drone”, afirmou Moisés Pedrici. “Receber esse credenciamento é uma responsabilidade enorme, pois o examinador é um representante da ANAC e tem o papel de avaliar uma pessoa que tem o sonho de ser piloto de drone em um nível profissional único e completo. Ao mesmo tempo, como um integrante do time XMobots, me sinto feliz em trazer para dentro da empresa essa exclusividade que certamente irá impulsionar o mercado e a carreira dos pilotos de aeronaves remotamente pilotadas do país”, completou.

De acordo com a XMobots, a qualificação é resultado do intenso trabalho feito junto à ANAC que culminou nos processos de emissão de licenças e habilitações para dezenas de pilotos que já passaram pelo curso da XPilot, tendo concluído as fases teórica e prática. Neste momento, a empresa atinge um nível inédito no Brasil, já que passa a ter a qualificação de examinadores credenciados, habilitados, portanto, a executar as avaliações (check) dos candidatos que ingressam no curso.