AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

C-130 Hércules é aposentado na Espanha

Foto: Genival Gonzaga

O C-130 Hércules deixou de voar com as cores do Ejército del Aire, a força aérea da Espanha. Ao longo de 47 anos foram mais de 178 mil horas de voo, tendo transportado perto de 1 milhão de passageiros e mais de 141 milhões toneladas de carga. Na função de reabastecedor, os aviões da frota transferiram mais de 37 milhões de litros de combustível. A cerimônia de despedida aconteceu no dia 21 de dezembro, na Base Aérea de Zaragoza.

Ao todo, foram operados sete C-130H, um C-130H-30 e cinco KC-130H. A aeronave mais voada foi o C-130H com matrícula T.10-03, que acumulou 18 mil horas. Somente uma aeronave foi perdida em acidente, em 28 de maio de 1980. Todas foram modernizadas no início dos ano 2000, destacando-se o novo cockpit com telas multifuncionais.

LEIA MAIS – Uruguai ganha capacidade de reabastecer caças em voo

Havia possibilidade de voar mais: dez aviões estavam em serviço. Dois dos KC-130H foram vendidos para o Uruguai e dois KC-130H para o Peru. Cada uma dessas negociações renderam mais de 20 milhões de Euros, e incluíram treinamento e envio de peças de reposição. Outras seis aeronaves foram comercializadas para a empresa Blue Aerospace, especializada na manutenção do tipo, e que deve utilizar os aviões como fonte de peças.

Na Espanha, os C-130 já foram substituídos pelos A400M Atlas. Catorze dessas aeronaves fabricadas pela Airbus foram recebidas até o momento.