AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Caças dos EUA não estão cumprindo as metas operacionais

Foto: United States Air Force
image_pdfimage_print

F-18E/F Super Hornet, AV-8B Harrier, F-18A/D Hornet, F-15C/D Eagle, F-16C/D Fighting Falcon e F-22 Raptor: nenhum desses caças conseguiu cumprir as metas operacionais estabelecidas em pelo menos um ano entre 2011 e 2019. A informação é do US Government Accountability Office (GAO), agência do poder legislativo dos Estados Unidos responsável por avaliar os gastos públicos. Em linhas gerais, é o equivalente ao Tribunal de Contas da União (TCU) brasileiro.

Em um documento de 228 páginas divulgado no dia 19 de novembro, o GAO explica que a frota desses caças não teve a meta de percentual de aeronaves disponíveis para cumprir pelo menos um tipo de missão em nenhum dos nove anos analisados. Os F-15E Strike Eagle atingiram a meta em quatro dos nove anos. Os EA-18G Growler, F-35A Lighting II e os F-35C Lightning II tiveram bom resultado em dois anos. E os F-35B Lightning II e A-10 Thunderbolt II conseguiram em um ano.

A versão do relatório disponibilizada na internet contém apenas partes de outro, reservado, encaminhado em agosto diretamente ao Pentágono. Na versão pública, o GAO não divulga a porcentagem de disponibilidade prevista para cada aeronave nem a disponibilidade alcançada, apenas ressalta quando não foi cumprida. Isso quer dizer que um determinado caça mais moderno pode ter tido uma alta disponibilidade, mas caso tenha sido abaixo do estabelecido então aparecerá na lista como meta não realizada. Por outro lado, uma aeronave mais antiga, com metas de disponibilidade mais modestas, pode ter atingido o esperado mesmo sem representar uma disponibilidade elevada.

Foto: USAF

UH-1N é o campeão

O GAO não analisou somente os caças. Um total de 46 tipos de aeronaves militares foram avaliadas, e o único a atingir as metas operacionais em todos os anos entre 2011 e 2019 foi o UH-1N Huey da USAF. Destaque positivo também para os aviões de inteligência EP-3E Aries II, da US Navy, com sete anos de metas atingidas. Os E-6B Mercury da US Navy tiveram sucesso em cinco anos.

O cenário, porém, não foi positivo para a maioria das frotas avaliadas. KC-130T, KC-130J, B-1B, C-2, C-130T, C-17, C-130J, E-2C, E-2D, AH-64, CH-47, HH-60, MH-60S, AH-1Z, CH-53E, MV-22B, UH-1Y e CV-22, além dos caças já mencionados, não alcançaram as metas estabelecidas em nenhum dos nove anos avaliados.

No caso específico de 2019, o GAO identificou que apenas três dos 46 tipos atingiram as metas. Seis ficaram até 5% abaixo do estabelecido. Dezoito ficaram de 15% a 6% abaixo e 19 ficaram 15% abaixo do estimado, incluindo onze cujos resultados foram 25% ou mais abaixo do planejado.

Veja a tabela completa:

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Humberto Leite

Comentários

Clique aqui para comentar

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros