AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Chineses e alemães se unem para fabricar trem de pouso

O ARJ21 é concorrente direto dos jatos da Embraer
image_pdfimage_print

Os chineses da AVIC e os alemãs da Liebherr se uniram na joint venture Liebherr LAMC Aviation para construir trens de pouso e alcançaram no fim de 2019 um marco: 100 unidades entregues antes do fim do ano. As companhias demonstram otimismo com o jato regional ARJ 21, com versões para 78 a até 105 passageiros e 596 encomendas para 22 clientes.

A perspectiva da Liebherr LAMC Aviation é entregar mais 90 conjuntos de trem de pouso por ano a partir de 2020. A produção ocupa a metade da linha de montagem em Chansha, com área de 5 mil metros quadrados.

A outra metade é ocupada pela produção dos trens de pouso para os jatos C919, para até 168 passageiros. A primeira entrega para um cliente deve ocorrer em 2021, e a expectativa é a de produzir até 145 unidades por ano.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros