AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Covid-19 atinge produção do F-35

Na USAF, o F-35 irá substituir os F-16 e A-10

A Lockheed Martin não vai atingir sua meta de produzir 141 caças F-35 Lightning II em 2020. O problema é que, por conta da pandemia de Covid-19, os fornecedores não conseguirão entregar as peças necessárias. Como resultado, a produção deve ficar em 123 aeronaves ou mesmo em 117.

A fábrica da Lockheed Martin em Fort Worth, no Texas, terá três semanas de trabalhos reduzidos. Os operários vão receber seus salários integralmente. A empresa também não divulga quais fornecedores estão com problemas.

Depois de construir 91 F-35 em 2018 e 134 em 2019, a Lockheed Martin pretendia chegar a 170 em 2023 e até 180 em 2024. Até o fim de 2019 foram entregues 491 aeronaves. Atualmente, estima-se que os Estados Unidos e seus aliados façam encomendas para pelo menos 3.200 caças F-35.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Assine Asas!

Parceiros