AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA DOS ARQUIVOS DE ASAS

DHC-6 Twin Otter: 55 anos de um ícone

Foto: Viking Air
image_pdfimage_print

Há exatos 55 anos, em 20 de maio de 1965, voava pela primeira vez um ícone: o DHC-6 Twin Otter. Desenvolvido pela de Havilland Canada, a aeronave foi uma das primeiras a contar com os então novos motores PT6, desenvolvidos pela Pratt & Whitney Canada. A nova tecnologia permitiu um desempenho melhor que o antecessor, o DHC-3, sem perder as características de pouso e decolagem curta (STOL – Short Takeoff and Landing).

DHC-6 no aeroporto de Lukla, no Nepal. Foto: Albert Backer

Entre 1965 e 1988 foram 844 unidades do DHC-6 Twin Otter produzidas pela de Havilland Canada. Com até 20 assentos, foi um dos principais concorrentes do Bandeirante, produzido pela Embraer.

Além de companhias aéreas, as características do DHC-6 o tornaram um sucesso também entre forças militares. No caso da Argentina, tanto a Força Aérea quanto o Exército e a Marinha adotaram o modelo. Na América do Sul, Chile, Colômbia, Peru, Equador e Paraguai também receberam o Twin Otter. Outros 13 países receberam aeronaves do tipo.

Foto: Maldivian Air Taxi

Em 2005, a empresa Viking Air, também do Canadá, decidiu comprar os direitos de produção do DHC-6. No ano seguinte, na feira aeroespacial de Farnborough foi anunciada a intenção de reviver o clássico modelo STOL, porém com novos aviônicos, melhorias estruturais e elétricas. O resultado é que até agora cerca de 150 unidades já foram produzidas.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 117

O Voo do Impossível

Parceiros