AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Drone é testado para missão de caçar submarinos

Chamada da sigla inglesa ASW, de Anti-submarine warfare, uma das missões mais complexas da aviação poderá, em breve, contar com o apoio ainda maior de drones. A empresa General Atomics anunciou ter realizado testes com uma aeronave não tripulada MQ-9B Sea Guardian para lançamento de sonobóias.

Sonobóias são dispositivos acústicos lançados ao mar para permitir a localização de submarinos submersos, seja de forma passiva ou ativa. A agilidade para lançar sonobóias pode deixar um submarino inimigo em posição defensiva ou mesmo oferecer uma solução para disparos de armas como torpedos ou cargas de profundidade.

Tanto aviões quanto helicópteros empregados em missões ASW, como os P-3AM da Força Aérea Brasileira ou os MH-16 da Marinha do Brasil, contam com sistemas para lançamento de sonoboias. A oferta da General Atomics, porém, é permitir o lançamento rápido desses dispositivos, sem desviar as aeronaves tripuladas da função de análise de dados, busca de superfície ou mesmo ataque.

O MQ-9B Sea Guardian utilizado no teste foi equipado com o Sonobuoy Dispensing System (SDS). Até quatro desses dispensadores poderiam ir sob as asas do drone, cada um deles podendo lançar até 20 sonoboias, conforme o tamanho e peso.

De acordo com a General Atomics, o SDS também recebe os sinais das sonoboias e faz a interpretação eletrônica dos dados, podendo indicar localização, velocidade, proa e profundidade de eventuais alvos submersos. 

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho