AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Embraer quer impressionar chineses e firmar parcerias

A Embraer participa nesta semana do 14º Airshow China 2022, em Zhuhai, com a meta de impressionar eventuais compradores chineses e firmar parcerias, inclusive para o mercado de aeronaves de carga. A empresa levou sum E195-E2, seu maior modelo comercial, e deve apresentar um estudo sobre as perspectivas daquele mercado para os próximos 20 anos.

“Este ano levaremos a Zuhai a maior aeronave da família E-Jet, com a pintura ‘TechLion’, para impressionar nossos clientes chineses”, disse Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “Estamos confiantes de que, com o desenvolvimento de longo prazo do país, teremos diversas oportunidades de negócios na China. O país tem a segunda maior economia do mundo, com oportunidades para ampliar a conectividade no país e aprofundar a cooperação com parceiros locais.”

Outro objetivo é firmar comlaboração com a indústria aeronáutica chinesa. Este será o foco do “Embraer Day”, em 10 de novembro. O estande também oferecerá aos visitantes acesso à experiência interativa com o E195-E2. Já as xpectativas para o mercado chinês serão divulgadas em 9 de novembro.

“Dados revelam que um bilhão de chineses nunca andaram de avião. Essa parcela da população está concentrada em capitais regionais e cidades médias. Esses potenciais passageiros serão o foco do crescimento”, disse Guo Qing, Diretor-Geral Vice-Presidente de Aviação Comercial da Embraer China. “Com a capacidade adequada e eficiência de custos, as aeronaves comerciais da Embraer são ideais para construir conexões e atender à crescente demanda do mercado local na era pós-pandemia.”

Antes da pandemia de Covid-19, 91 E-Jets operavam 460 rotas na China, conectando 150 cidades no país e no exterior e transportando cerca de 15 milhões de passageiros anualmente. A frota da Embraer desempenhou um papel importante durante a pandemia para manter as principais rotas em atividade e ajudar na recuperação da indústria.

Transporte de carga

No início deste ano, a Embraer lançou o programa E190F e E195F Passenger to Freight Conversions (P2F), atendendo à alta demanda por carga e às tendências positivas do mercado chinês.

“A demanda de carga aérea da China é destaque no mercado global, impulsionada pelo desenvolvimento econômico e pela demanda de comércio eletrônico em rápido crescimento no país”, afirma Guo. “O mercado precisa de uma nova geração de cargueiros com capacidade de 13 a 15 toneladas. Esses cargueiros oferecerão serviços de logística aérea mais rápidos e eficientes, que sustentarão o surgimento de operações de hubs de carga. O programa E190 e E195 P2F chega na hora certa para atender às necessidades desse mercado, com a capacidade certa e desempenho operacional muito melhor.”

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho