AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

FAB amplia leque operacional com treinamentos mais complexos

Agora a FAB realiza reabastecimento em voo de helicóptero em cenário operacional. Foto: FAB

A Força Aérea Brasileira tem agora uma capacidade operacional única entre os demais países da América Latina: o reabastecimento em voo de helicópteros. A operação já havia sido testada, mas agora em agosto fez parte do exercício operacional Tápio 2022, juntamente com outras novidades, como escolta de comboio com apoio do Exército, Ponto Avançado de Reabastecimento e Rearmamento, e a extração em território hostil por meio uma Rede de Apoio à Fuga e Evasão/Linha de Apoio à Fuga e Evasão (RAFE/LAFE).

No caso da RAFE/LAFE, o treinamento mostrou a capacidade de integração das forças especiais do Exército Brasileiro com as tropas da FAB. Foi simulado um cenário de um piloto abatido em território hostil e resgatado graças ao apoio dessa rede de apoio à fuga. A operação conjunta com o Exército também se repetiu no treinamento de escolta de comboio, quando aviões de ataque A-29 e A-1 M protegeram seis veículos Marruá em deslocamento, com apoio de um jato de reconhecimento R-99.

Reabastecimento remoto de helicóptero da FAB

Essa operação em deslocamento foi ainda contexto para a implementação inédita do Ponto Avançado de Reabastecimento e Rearmamento (FARP, do inglês Forward Arming and Refueling Point). O aeródromo de Bonito (MS), foi utilizado para que um avião C-105 Amazonas ou SC-105 Amazonas transferisse combustível, em solo, para helicópteros H-36 Caracal e H-60 Black Hawk. Caminhões do Exército também foram empregados para o reabastecimento remoto das aeronaves.

Por fim, o reabastecimento em voo de helicópteros foi realizado pela primeira vez no contexto de um treinamento de missão CSAR, que é uma busca e salvamento realizada em território hostil. Neste caso, um avião KC-130 Hércules do Esquadrão Gordo, já certificado para a tarefa, foi responsável por multiplicar o alcance dos helicópteros.

Treinamento de forças especiais da FAB e do Exército durante a Tápio 2022. Foto: FAB

Tápio

Durante quase 20 dias – de 16 de agosto a 03 de setembro – mais de 800 militares do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, além de aproximadamente de 30 aeronaves, estiveram envolvidos no exercício conjunto Tápio 2022. O palco das atividades foi a Base Aérea de Campo Grande (BACG), no Mato Grosso do Sul (MS), ponto de partida para o cumprimento das missões como ataque, reconhecimento aeroespacial, infiltração aérea, busca e salvamento em combate, reabastecimento em voo, apoio aéreo aproximado, lançamento de paraquedistas e cargas, lançamento de bomba guiada a laser e evacuação aeromédica, dentre outras.

Foto: FAB

Ao todo, foram mais de 890 horas de voo e 320 decolagens, com destaque para uso de tecnologias como óculos de visão noturna. Cerca de 100 militares da United States Air Force também participaram, na função de instrutores. Os efetivos da Guarda Aérea Nacional dos EUA, dos estados de Nova York e de Idaho, vieram a bordo de dois jatos C-17.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho