AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Fidae 2022 reafirma liderança continental da FAB

A presença de caças F-16 da Força Aérea do Chile na edição 2022 da feira aeroespacial Fidae, realizada esta semana em Santiago, bem como a mostra da versão F-16V Block 72 na área da Lockheed Martin não foram o suficiente para o caça de origem norte-americana se tornar o destaque das notícias. O antigo objeto de desejo para as forças aéreas da região ficou ofuscado por uma notícia vinda do Brasil, a chegada dos dois primeiros F-39E Gripen de produção para a Força Aérea Brasileira.

Mesmo na Fidae, o encontro da comitiva brasileira liderada pelo Tenente-Brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior com executivos da empresa MBDA chamou a atenção para o nível tecnológico que em breve será visto nas unidades de caça do Brasil. A MBDA já vendeu ao país mísseis Meteor, uma das armas mais avançadas para o cenário Beyond Visual Range. Na prática, nem o mais moderno F-16V é comparável aos Gripen equipados com Meteor que o Brasil já possui.

O Comandante da Aeronáutica também marcou presença no stand da Akaer, outra empresa com destaque no fornecimento de tecnologia militar.

LEIA TAMBÉM: FAB terá melhor míssil ar-ar da América Latina

Comitiva da FAB visita MBDA na Fidae 2022

O Airbus A330MRTT da Airbus, em um esquema de pintura completamente branco – uma estratégia de marketing da empresa – também foi ao Chile sob a sombra da compra de dois A330 usados pela Azul para a FAB. As duas aeronaves devem ser convertidas para padrão militar e ganhar a capacidade para reabastecer em voo.

Também marcou presença – e ganhou o usual destaque – o KC-390 Millenium, da Embraer. De fato, as exportações terem se limitado até o momento somente a Portugal e Hungria também significa que a aeronave é uma exclusividade brasileira na América do Sul. O desempenho tem sido elogiado em exercícios internacionais e eventos como a Fidae é uma das raras chances de militares de países vizinhos se aproximarem do jato.

Comandante na Aeronáutica no stand da Akaer

O Brasil também ganhou destaque com o Super Tucano. Além de uma unidade do Chile exposta, e da presença da Esquadrilha da Fumaça, o treinador avançado da Embraer alcançou a marca de 500 mil horas de voo. O anúncio, feita pela empresa durante a Fidae, ressaltou o fato de já serem 260 unidades entregues, tendo o modelo tendo sido selecionado até agora por 15 forças aéreas.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho