AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

França vai enviar porta-aviões para área de tensão com a Rússia

Caça naval francês Rafale M. Foto: John Wagner - US Navy

O porta-aviões francês Charles de Gaulle parte no dia 3 de fevereiro para uma missão pelo Mar Mediterrâneo e, em seguida, com deslocamento para o Mar Negro, região onde a OTAN vive situação tensa com a Rússia. A bordo vão 20 caças Rafale F3-R e dois aviões E-2C Hawkeye. Uma novidade será a participação da Bélgica, que terá a bordo do porta-aviões francês helicópteros NH-90.

Não há uma data definida para a chegada ao Mar Negro. A Marinha da França anunciou que, ainda na costa da Itália, deve ser realizado um treinamento em conjunto com o porta-aviões italiano Cavour, que opera com jatos F-35B Lightning II. Atividades nas costas da Líbia e da Grécia também estão previstas.

LEIA TAMBÉM: REPORTAGEM – Embarcamos no porta-aviões da Itália

LEIA TAMBÉM: Rafale recebe investimentos de 2,7 bilhões de Euros

O Charles de Gaulle, naturalmente, não estará sozinho. Aviões de patrulha marítima Breguet ATL-2 Atlantique devem acompanhar em tempo real cada atividade da nau-capitânia francesa. Cinco fragatas e destroieres da França, Estados Unidos e Espanha também devem navegar a todo instante ao lado do porta-aviões.

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho