AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Funcionários da Aerolíneas Argentinas marcam paralisação por salários

Airbus A330 da Aerolineas Argentinas. Foto: Andrey Babin

Os sindicatos aeronáuticos APA, APLA e UPSa marcaram para 28 de fevereiro, próxima quarta-feira, uma paralisação para a Aerolíneas Argentinas. A decisão também deve afetar a  Intercargo, empresa que atua no apoio aos voos comerciais nos aeroportos do país. Isso significa que outras companhias aéreas também devem sofrer atraso na data.

De acordo com os sindicatos, a paralisação foi motivada porque uma recente negociação com as empresas resultou em uma proposta de reajuste salarial de 12%, considerada pelos empregados como insuficiente para repor as perdas. A inflação anual do país gira em torno de 254% e o próprio presidente Javier Milei acertou um aumento do salário mínimo de 30%, bem acima do proposto para o setor aeronáutico.

As duas empresas estatais têm papel preponderante para a Argentina. Fundada em 1949, Aerolíneas Argentinas é considerada a “flag carrier” do país, com uma frota de mais de 80 aeronaves e 60 destinos nacionais e internacionais, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Florianópolis, Salvador e Curitiba.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho