AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Gigante da aviação incorpora helicóptero promissor

O SH09 surgiu na Suíça com uma proposta ousada: ser um monomotor capaz de oferecer capacidades encontradas apenas em aeronaves com dois motores e mais caras de operar. O projeto ainda sequer chegou ao mercado, mas o conglomerado europeu Leonardo comprou a empresa Kopter e agora anunciou que o helicóptero passará a se chamar AW09, oficialmente parte do seu portfólio de produtos.

A ideia do helicóptero surgiu em 2002, com o trabalho do engenheiro Martin Stucki, que queria revolucionar os projetos de helicópteros. Em 2007 ele criou a empresa Marenco Swisshelicopter e já em 2009 conseguiu o financiamento. O primeiro voo ocorreu em 2 de outubro de 2014. Em 2018, a empresa mudou o nome para Kopter.

Com um único motor Honeywell HTS900 e uma fuselagem com uso de materiais compostos, a aeronave pode levar até sete passageiros e voar com apenas um piloto. A velocidade de cruzeiro é de 269 km/h e o alcance de 800 km.

“O produto, as pessoas envolvidas e suas habilidades foram importantes para a aquisição da Kopter. Enquanto nós integramos o time da Kopter à nossa família, nós agora temos o AW09 como parte do nosso acervo de aeronaves oferecidas ao mercado. Com o AW09, nós estamos mais do que nunca comprometidos em promover uma revolução no mercado monomotor”, disse Gian Piero Cutillo, da Leonardo.

A Leonardo agora colabora na fase final de desenvolvimento do helicóptero. Além dos três protótipos já em voo, outros dois devem se juntar à campanha de testes neste ano.