AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Gripen E terá novas funcionalidades e versão C/D terá vida operacional ampliada

JAS-39C Gripen da Força Aérea da Suécia. Foto: Christopher Mesnard

A Saab anunciou nesta terça-feira (12 de setembro) um acordo com o governo da Suécia para adicionar novas funcionalidades à família de caças Gripen e modificar o cronograma de entregas. Na prática, uma dos principais resultados é manter a versão C/D em operação após 2030, em paralelo com a introdução dos caças da geração seguinte, Gripen E, semelhantes às adquiridas pelo Brasil.

Avaliado em aproximadamente 5,8 bilhões de coroas suecas (cerca de 2,5 bilhões de Reais), o acordo também vai aprimorar o Gripen E, com adição de novas funcionalidades de guerra eletrônica, de comunicação e de reconhecimento. Essas melhorias não estão previstas para as aeronaves brasileiras, até o momento. O comunicado oficial também cita a continuidade do desenvolvimento do Gripen C/D.

“Este acordo confirma a colaboração estreita existente entre a Saab, o FMV e as Forças Armadas Suecas. Estou muito orgulhoso de que estamos contribuindo para a capacidade operacional das Forças Armadas Suecas através do fortalecimento ainda maior das capacidades do sistema Gripen, um caça de classe mundial”, diz Lars Tossman, head da área de negócios Aeronautics da Saab.

Apesar de mais avançado que o Gripen C/D, a versão E só foi exportada, até agora, para o Brasil, estando no momento limitado a 96 unidades, sendo 60 para a Suécia e 36 para o Brasil. Já o Gripen C/D foi vendido à África do Sul, Hungria, República Tcheca e Tailândia.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho