AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Liminar impede negócio Boeing-Embraer

image_pdfimage_print

A decisão é liminar e pode ser revertida, mas mostra como o negócio entre a Boeing e a Embraer vai envolver muita disputa: o juiz federal Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível de São Paulo, determinou a suspensão de qualquer decisão do Conselho da Embraer que possa significar a transferência de parte da empresa para a Boeing. A negociação deve envolver 3,8 bilhões de dólares.

A decisão do juiz veio após uma ação proposta pelos deputados federais Carlos Zarattini, Nelson Pellegrino, Paulo Pimenta e Vicente Cândido, todos do Partido dos Trabalhadores. O argumento do magistrado é de que nenhuma decisão deve ser tomada em um momento de transição de poder no Executivo e no Legislativo.

O juiz não atendeu a todos os pedidos dos deputados. Eles queriam que a justiça obrigasse o governo a vetar o acordo ou que o acordo tivesse que ser votado no Congresso Nacional.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros