AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Nem russo nem brasileiro: Índia quer A320 para AEW&C

Os Embraer 145 AEW&C indianos têm um "recheio" tecnológico próprio
image_pdfimage_print

Apesar de operar dois jatos Embraer 145 e três Beriev A-50 para missões de airborne early warning and control (AEW&C), a Força Aérea da Índia vai adotar uma nova solução para a área. Seis jatos A320 da empresa Air India devem ser enviadas para retrofit na Airbus e depois receberão um radar AESA com cobertura de 360º.

Tanto o radar quanto os sistemas de bordo e o software necessário são de tecnologia nacional. Os dois Embraer 145 AEW&C já operam o sistema indiano batizado de “Netra”. O alcance do radar é descrito como de 250 km, com cobertura de 240º.

O uso do Airbus A320 deve adicionar alcance e autonomia em comparação com os 145. Porém, o plano inicial da Índia era utilizar jatos widebody Airbus A330, que dariam uma autonomia ainda maior. A opção, contudo, foi considera muito cara. O negócio também frusta a expectativa de venda de mais aeronaves A-50, que utilizam o sistema Phalcon israelense, com cobertura 360º e alcance de até 400 km.

Em meio a tensões contra o Paquistão e a China, a India’s Defence Research Development Organisation (DRDO) promete um sistema com desempenho superior aos de origem estrangeira.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 118! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros