AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Piloto põe fogo no seu avião após interceptação da FAB

Piloto ateou fogo à própria aeronave após ser interceptado pela FAB Foto: FAB

Um piloto de um avião PA-28 fez um pouso forçado na manhã de hoje, 4 de julho, em uma pista na cidade de Tuneiras do Oeste (PR), e logo após incendiou a própria aeronave e fugiu. A aeronave havia sido interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB) após ingressar no espaço aéreo nacional sem autorização nem plano de voo.

De acordo com o comunicado da FAB, o PA-28 foi acompanhado por um avião-radar E-99 e depois por aeronaves A-29 Super Tucano, que seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro. O PA-29 foi classificado como suspeito, conforme previsto na legislação, e chegou a receber a ordem para o pouso obrigatório em uma localidade determinada. A operação foi realizada em coordenação com a Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar do Paraná, mas o suspeito conseguiu fugir.

Apesar de as atividades de defesa do espaço aéreo serem constantes, esta interceptação ocorreu no contexto da Operação Ágata Sul, iniciada em 1º de julho, com o objetivo de combater crimes transfronteiriços. 

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho