AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Porto Rico recebe caças F-22 em exercício de mobilização da USAF

Caças F-22 em Porto Rico. Foto: Eliezer Soto

Oficialmente um “território não incorporado” dos Estados Unidos, mas administrado por Washington, Porto Rico recebeu no início de maio uma demonstração de poder aeroespacial incomum para a região do Caribe. Pelo menos cinco caças F-22 Raptor, um reabastecedor KC-135R e um cargueiro C-17 Globemaster III atuaram durante a primeira semana do mês a partir da Muñiz Air National Guard Base, a 14 km de San Juan.

Foto: Eliezer Soto

Chamado de Operation Hoodoo Sea, o treinamento teve como foco testar o conceito de Agile Combat Employment (ACE), quando há o deslocamento de aeronaves para bases alternativas com redução de 90% do número de militares de apoio. Para isso, há uma integração entre efetivos de diferentes esquadrões, sendo possível mecânicos de um avião de transporte ajudar na manutenção de caças ou a tripulação de um reabastecedor receber um relatório de inteligência de um piloto de caça, por exemplo.

A presença dos caças também ajudou a lembrar o passado da Muñiz Air National Guard Base. Entre 1958 e 1998 o local foi sede de unidades equipadas com jatos F-86, F-104, A-7 e, por fim, F-16, encerrando sua vocação para essa área, passando a concentrar aeronaves de apoio logístico. Ainda assim, o Pentágono faz deslocamentos para mostrar a capacidade de manter a base porto-riquenha como um ponto estratégico para sua atuação no Caribe e América Central.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho