ESPAÇO

Setor espacial ganha linha de crédito no Brasil

Hoje, o Centro de Lançamento de Alcântara é utilizado sobretudo por foguetes de treinamento. Foto: Força Aérea Brasileira
image_pdfimage_print

O setor espacial foi incluído entre as diretrizes e prioridades para as aplicações do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) 2021. Administrado pelo Banco do Nordeste, a linha especial de financiamento será importante para a instalação de empresas do setor espacial na região de Alcântara, no Maranhão.

As empresas que se instalarem na região Nordeste terão acesso à linhas de crédito com taxas de juros diferenciadas. Além disso, poderão contar com incentivos fiscais administrados pela Agência Espacial Brasileira (AEB), entre eles os de Redução de até 75% do Imposto de Renda e o Reinvestimento.

Os limites de financiamento e os prazos do FNE orientam-se pela natureza da linha de crédito, da localização, do porte e dos programas de financiamento estabelecidos pelo banco administrador e aprovado pelo Conselho Deliberativo da Sudene. Já os incentivos fiscais se propõem a estimular os investimentos privados prioritários, as atividades produtivas e as iniciativas de desenvolvimento sub-regional.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Sobre o autor

Redação

Comentar

Clique aqui para comentar

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros