AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Sistemas antiaéreos da Rússia começam a ser usados contra alvos no solo ucraniano

Sistema antiaéreo S-300 - Foto Vitaly Kuzmin

Conhecidos pela precisão com que atingem alvos aéreos a longas distâncias, os sistemas antiaéreos russos S-300 estariam agora com uma missão secundária de destruir alvos em solo. A informação é de Vitaly Kim, governador da província ucraniana de Mikolaiv.

De acordo com a fonte ucraniana, doze mísseis S-300 foram lançados contra alvos em solo localizados na sua província. Porém, a precisão teria sido ruim.

Essa possibilidade de os mísseis S-300 serem usados como arma superfície-superfície já havia sido publicada no site oficial da marinha de Bielorrúsia em 2011, que teriam adaptado uma bateria para destruir alvos a dezenas de quilômetros de distância. A capacidade teria sido pensada desde a concepção inicial da arma, no fim dos anos 70.

Atualmente em operação em pelo menos quinze países, incluindo a Venezuela, o sistema S-300 conta com mísseis capazes de destruir alvos entre 5 e 200 km de distância, incluindo aviões, helicópteros drones e mísseis balísticos. A guiagem se dá por radar, tanto ativo quanto semi-ativo. A capacidade de detecção chegaria a 360 km, sendo possível acompanhar até 300 alvos simultaneamente.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho