AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Tchecos vão trocar o Gripen pelo F-35

F-35A da USAF durante o exercício Agile Flag. Foto: Daniel Malta - USAF

Depois de ser derrotado pelo F-35 nas concorrências da Suíça, Finlândia, Canadá, Dinamarca, Países Baixos, Noruega e Polônia, o Gripen deverá ser aposentado na República Tcheca, que recebeu luz verde dos Estados Unidos para a aquisição do F-35. O país europeu, membro da OTAN, opera 14 caças JAS-39C/D Gripen desde 2005 e chegou a avaliar a versão Gripen E, mas preferiu o caça norte-americano. A autorização formal de Washington para a venda do F-35 foi dada em 29 de junho. Era o último passo necessário antes da assinatura do contrato de compra.

De acordo com o Departamento de Estado dos EUA, o valor total da compra poderá chegar a US$ 5,62 bilhões, se todos os opcionais foram escolhidos. Houve a autorização para venda de 24 F-35A, 25 motores Pratt & Whitney F135-PW-100 Engines e uma série de equipamentos, incluindo sistemas de guerra eletrônica e de manutenção.

O pacote de armas também é significativo: foi autorizada a venda de 70 AIM-120C-8 Advanced Medium Range Air-to-Air Missiles (AMRAAM), 50 AIM-9X Block II/II+ Tactical Sidewinder Missiles, 86 GBU-53/B Small Diameter Bombs – Increment II (SDB-II) e 12 Mk-84 General Purpose 2,000-lb Bombs ou BLU-109 2,000-lb Penetrator Bombs. Também estão previstas unidades de treinamento de armas e kits para bombas inteligentes.

JAS 39 Gripen da República Tcheca. Foto: Milan Nykodym

A empresa sueca Saab tentou manter o cliente, sem sucesso. O fato é que os 14 Gripen C/D operam na República Tcheca por meio de um contrato de leasing. A proposta era entregar esses caças sem custo adicional, desde que fosse realizada a compra dos Gripen E. O governo tcheco negou a oferta e preferiu o F-35, notadamente por ser um caça adotado por vários países parceiros da OTAN.

Dessa forma, a Saab e o governo da República Tcheca negociam agora até quando vai o contrato de leasing do Gripen. O contrato é previsto para durar até 2027, com possibilidade de prorrogação até 2029. Porém, há dúvidas se até lá os F-35 estarão operacionais, o que pode levar a uma nova extensão do contrato, possivelmente até 2035.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho