AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Tecnologia permite embarcar em aeronaves nos EUA só com a identificação facial

Documento de identidade e cartão de embarque em mãos. Enquanto essa é a rotina de passageiros em todo o mundo em diversos momentos antes de poder ocupar seu lugar em uma aeronave, a realidade já é outra para passageiros da Delta em aeroportos dos Estados Unidos. A empresa vai expandir neste ano a opção da identificação facial para os aeroportos de Los Angeles (LAX) e Nova York (La Guardia e JFK). A tecnologia já funciona em Detroit e Atlanta e representa uma aposta para reduzir tempo em filas.

“A identificação digital da Delta oferece um enorme benefício em termos de economia de tempo e também de conveniência, e estamos trabalhando com nossos parceiros há anos para expandir seu alcance”, disse o diretor geral de experiência em aeroportos da Delta, Greg Forbes. “Estamos entusiasmados em levar essa tecnologia a um subconjunto totalmente novo de nossa base de clientes”.

Quem utiliza a tecnologia pode despachar bagagens e passar pela sem precisar mostrar qualquer identificação física. Basta ir ao local onde há um totem “Delta Digital ID” e olhar para a câmera. Caso necessário, se a tecnologia não conseguir fazer a identificação, um funcionário para a conferência física do documento.

“Sabemos que uma experiência sem atritos no aeroporto é essencial para a satisfação do passageiro com sua jornada geral”, disse a diretora executiva de experiência do cliente da Delta, Allison Ausband. “Com a identificação digital, nossos clientes passam menos tempo mexendo em suas carteiras e nossos agentes passam menos tempo verificando documentos. Isso abre uma oportunidade para que nosso pessoal e nossos viajantes se conectem genuinamente”.

De acordo com a Delta, com a identificação biométrica é possível passar pelos pontos de entrega de bagagem e de verificação de segurança com mais conveniência e facilidade. A tecnologia foi desenvolvida em  parceria com a Administração de Segurança dos Transportes (Transportation Security Administration, ou TSA) e não é obrigatória. Quem quiser, pode continuar a utilizar o método tradicional, com documento físico e bilhete de embarque. Quem quiser aderir, precisa ter o aplicativo Fly Delta, associação ao programa SkyMiles e ao aplicativo TSA PreCheck.

Os parceiros da Delta na TSA veem o mesmo benefício em levar essa tecnologia para mais locais. “A identificação digital da Delta ajuda os passageiros a economizar tempo e aprimora a eficácia da segurança”, disse o administrador assistente de requisitos, capacidades e análise da TSA, Austin Gould. “É uma experiência mais simples e conveniente, que segue rigorosamente a privacidade dos passageiros e nossos protocolos de segurança, bem como nossa missão de proteger os sistemas de transporte do país”. 

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho