AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Turquia reforça defesa aérea da OTAN

Foto: OTAN

As relações políticas da Turquia com seus aliados ocidentais não tem sido das melhores, e o país até foi expulso do programa F-35 Lightning II. Mas nada impediu que a Força Aérea da Turquia enviasse caças F-16 para a Polônia, onde vão cumprir pela primeira vez, desde 2006, a missão de reforçar a defesa aérea na região norte da Europa.

Ao todo, são 80 militares e quatro caças F-16C deslocados para Malbork, na Polônia. A partir dali vão operar tanto com a força aérea local quanto com unidades da Espanha, deslocados na Lituânia, e da Itália, temporariamente na Estônia. Isso significará atuar em conjunto com caças Eurofighter Typhoon e F-35A.

Em seu comunicado oficial, a OTAN ressaltou a presença de três países do Sul da Europa (Itália, Espanha e Turquia) atuando na defesa da região Norte. Para a aliança, isso representa a coesão e solidariedade entre os países.