AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

US Navy embarca no projeto de drone de reabastecimento em voo

O MQ-25 deverá reabastecer os F-18 Super Hornet, EA-18G Growler e F-35 Lightning II
image_pdfimage_print

A US Navy vai pagar 805 milhões de dólares à Boeing para desenvolver quatro Aeronaves Remotamente Pilotadas MQ-25 Stingray. As aeronaves deverão ser capazes de pousar e decolar de porta-aviões e cumprir a missão de reabastecedoras.

O requisito estabelece a necessidade de, a 930 km de distância do porta-aviões, conseguir transferir até 6.800 kg de combustível para até seis aviões. O MQ-25 deverá reabastecer os F-18 Super Hornet, EA-18G Growler e F-35 Lightning II. Hoje, a missão é realizada pelos próprios F-18, equipados com pods “buddy-buddy”.

O contrato da Boeing representou uma vitória frente à Lockheed Martin e General Atomics, que também lutavam pelo contrato. A ideia que a aeronave atinja capacidade operacional daqui a cinco ou seis anos. Um contrato adicional para aquisição deve ser assinado caso o projeto avance.

Assista ao vídeo da Boeing:

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros